Lenda do vôlei, Isabel Salgado morre aos 62 anos

Lenda do vôlei, Isabel Salgado morre aos 62 anos
(Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil)

A ex-jogadora da seleção brasileira feminina de vôlei, Isabel Salgado, faleceu, nesta quarta-feira (16), aos 62 anos. A atleta estava internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após procurar atendimento, no dia anterior, com um quadro de Síndrome Aguda Respiratória do Adulto (SARA), uma condição clínica considerada rara. Recentemente, Isabel havia sido nomeada integrante do Grupo Técnico de Transição do Esporte do Governo Lula.

A jogadora foi pioneira no esporte do Brasil em várias áreas: ao ser a primeira mulher brasileira a atuar como atleta no exterior, ao alavancar o vôlei de praia, e ao quebrar paradigmas jogando grávida até os seis meses. Ela deixa os filhos Pedro, Maria Clara, Carol Solberg, Pilar e Alison.

O velório acontece às 11h desta quinta-feira (17), no Crematório e Cemitério da Penitência, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Após a cerimônia de despedida, às 14h, reservada aos familiares e amigos, o corpo será encaminhado para a cremação.

Tu Viu?

Réveillon de Torres com a maior queima de fogos dos últimos tempos
Pizza com erva-mate, moranga e pinhão é escolhida como prato típico de Porto Alegre

Homenagens

Nas redes sociais, manifestações sobre a partida precoce da atleta se multiplicaram desde a divulgação do falecimento, durante a manhã.

Carreira de Isabel Salgado no vôlei

Isabel começou sua carreira no voleibol aos 12 anos, ao ser convidada para treinar nas categorias de base do Flamengo. Em 1976, foi convocada para a Seleção Brasileira Juvenil e, no mesmo ano, foi terceira colocada do Campeonato Brasileiro de Voleibol pela equipe carioca.

A atleta foi medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de 1979, em San Juan, Porto Rico, além de ter sido a primeira jogadora brasileira de vôlei a atuar numa liga estrangeira, na Itália, em 1980. Participou da Olimpíada de Moscou, em 1980, e da de Los Angeles, em 1984, na categoria vôlei de quadra.

Enquanto atleta do Flamengo, Isabel chamou a atenção ao jogar até o sexto mês de gravidez do seu segundo filho, em 1982. Em uma entrevista ao Esporte Espetacular, reproduzida em O Globo, a jogadora de vôlei relembrou o episódio, e contou sobre as críticas que recebeu.

“Estavam me enchendo, falando muito, me julgando e em vez de o vôlei estar na frente, a curiosidade maior era a de uma mulher grávida jogando. Em quadra, eu já não era uma boa defensora, então eu olhava e falava que ninguém ia me cobrar de ir buscar a bola. Ninguém vai olhar a barriguda e falar ‘Você não pega essa!'”, disse Isabel.

Foto: Reprodução

Em 1990, começou a atuar no vôlei de praia, onde foi pioneira mundial da modalidade. Além disso, em 1994, Isabel foi campeã mundial em Miami, nos Estados Unidos. Em 1996, com a popularização do esporte, a categoria entrou nos jogos olímpicos.

Em 2020, o canal Saque Viagem entrevistou a jogadora pelos seus 60 anos de vida, e fez um vídeo com 60 lances da carreira nas quadras. Assista.