Filhote de bugio é encontrado ferido na BR-116, em Barra do Ribeiro

Animal Silvestre foi encontrado na BR-116 em Barra do Ribeiro
Divulgação/BM

Um filhote de macaco bugio foi resgatado na BR-116, nesta quinta-feira (1). O animal estava machucado e foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no acostamento da rodovia, em Barra do Ribeiro, na Costa Doce do Rio Grande do Sul. 

Divulgação/PRF

Tu viu?

70 mil pessoas têm valores a receber do Devolve ICMS que expiram em 15 de dezembro

Réveillon de Torres com a maior queima de fogos dos últimos tempos

Conforme a PRF, os agentes policiais estavam em uma operação de combate ao crime quando foram informados pela população de que havia um animal ferido no local. A equipe foi até o ponto informado, encontrou o filhote e prestou o atendimento.

O bugio foi levado até uma clínica veterinária, especializada em animais silvestres, em Porto Alegre, onde recebeu atendimento. Segundo a PRF, ele está bem e vai ficar em recuperação.  

Divulgação/PRF

Bugio não é transmissor da Febre Amarela

Conforme o Instituto Conservacionista Anami, especializado em primatas e atuante desde 2007, os bugios ruivos (Alouatta guariba) vivem predominantemente na região de mata atlântica, compreendida entre a faixa dos estados do Espírito Santo (ES) e Rio Grande do Sul (RS). 

Os animais ocupam as copas das árvores e sua dieta é predominantemente folívora-frugívora, atuando como um importante dispersor de sementes. Podem chegar a medir até  75cm de comprimento.

A espécie é vulnerável ao vírus da febre amarela, motivo que levou ao declínio da população, não somente por serem vítimas da doença, como também da violência humana.

Ao contrário do que muitos pensam, o transmissor da febre amarela não é o Bugio ou qualquer outro primata, e sim, o mosquito Aedes aegypt. Eles também são vítimas da doença.