Santa Vitória do Palmar e os campeonatos de futebol de mesa

Cidade no extremo sul do Rio Grande do Sul recebeu a competição nacional de futebol de mesa
(Imagem: Divulgação / Prefeitura de Santa Vitória do Palmar)

Uma atividade que era diversão garantida para qualquer jovem nas décadas de 1980 e 1990, agora é assunto sério, e conta com competições em todo o Brasil. Não é videogame, mas também está atraindo a atenção das gerações mais novas. O futebol de mesa tem federação, regras próprias e jogadores de todas as idades. Esse clima nostálgico de jogar “botão”, em um quadro de madeira, foi a síntese do Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa, que ocorreu no Rio Grande do Sul. O evento ocorreu 1 e 4 de setembro, na cidade de Santa Vitória do Palmar, no extremo sul do Estado. A competição voltou a ocorrer depois de dois anos, devido à pandemia de Covid-19.  

Tu Viu?

Neymar está a um gol de igualar Pelé como maior artilheiro da Seleção
Brasil goleia a Coreia do Sul e enfrentará a Croácia nas quartas de final da Copa
Croácia bate Japão nos pênaltis e enfrenta o Brasil nas quartas de final

No total, 200 jogadores disputaram o título de campeão do 47º Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa, modalidade 1 Toque – Cavado. A gurizada mantém a chama do esporte totalmente acesa. Muito popular em épocas passadas, o futebol de mesa é praticado por estudantes da rede pública de ensino em Santa Vitória do Palmar. Um dos destaques do evento foi a participação infantil. Dos 63 jogadores dessa categoria na competição nacional, 60 eram da cidade sede. 

Divulgação/PMSVP

Para o professor Edward Rocha, o grande número de jovens praticantes é fruto da valorização que a modalidade tem na cidade.

“Eu acredito que Santa Vitória é, hoje, o celeiro do esporte, nenhuma outra cidade do País oferece a modalidade em uma escola municipal”, explica.  

Como foram as disputas?

Na disputa entre clubes, quatro equipes gaúchas chegaram até as semifinais. A AFUMEPA venceu o HPC por 1 a 0, e a ARFM Rio Grandina venceu o São Carlos (RS) pelo mesmo placar. AFUMEPA, de Porto Alegre venceu, no último lance pela. Conforme a Federação Gaúcha de Futebol de Mesa, essa foi a sexta conquista de equipes gaúchas nesta competição. A maior vencedora é a equipe do Ipê Clube (SP), com quatro títulos. Rio de Janeiro e Santa Catarina possuem um título cada um.

Nas competições individuais, o grande destaque foi para Cristian Baptista, do São Paulo FC. Ele foi campeão em 2010, 2011, 2015, 2018 e alcançou seu sexto título em 2022. O jogador é o maior vencedor da Categoria Adulto de 1 Toque Cavado de todos os tempos em campeonatos brasileiros.

Projeto de futebol de mesa nas escolas municipais

O Projeto de Futebol de Botão acontece em todas as escolas municipais de anos finais do município de Santa Vitória do Palmar, totalizando 13 instituições. Conforme a Prefeitura, no ano passado, as escolas receberam material para a prática do desporto e todas contam com pelo menos uma mesa oficial de botão com todos equipamentos e times oficiais, réguas, fichas e bolinhas. 

Através do professor de educação física, a iniciativa ocorre no contraturno escolar, e fica disponível para todos os alunos interessados. Para a administração de Santa Vitória do Palmar, a prática acolhe aqueles que não se identificam com os outros esportes coletivos e torna-se uma atrativa opção para esses alunos. O futebol de mesa estimula a concentração, raciocínio e a estratégia em cada jogador.

O 2º Campeonato de Futebol de Mesa, entre as escolas municipais, aconteceu em 7 e 8 de novembro. Ao todo, nove escolas de Santa Vitória do Palmar participaram das categorias infantil e mirim. A organização do evento destacou que, mesmo sendo um esporte individual, a integração foi o ponto alto do campeonato. Os alunos interagiram com crianças de outras escolas, trocaram experiências, se ajudaram e torceram para os colegas.

Primeiro gaúcho campeão Brasileiro de Futebol de Mesa

Silvio Silveira fez história neste feriado de Proclamação da República e conquistou o Brasil. Conhecido como Silvinho, o morador de Rio Grande, no Sul do Estado, é o primeiro gaúcho Campeão Brasileiro, na categoria Lisos Adulto. A categoria é disputada desde o início da década de 1990, em modalidade específica, da Regra 1 Toque, Liso, e jamais havia sido conquistada por um jogador do Rio Grande do Sul. A cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte, foi o palco do feito histórico da terça-feira (15).