Sexta, 15 de junho de 2012 | 03h20

Estudo comprova: Gaúchos são mais felizes que o resto da humanidade

Pesquisa realizada por cientista da UFRGS comprova o que todo mundo sabe.

TAMANHO DO TEXTO:

RS

Nascer aqui é garantia de felicidade

PORTO ALEGRE, C.F – O Gaúcho João de Almeida Sobrinho, renomado cientista da UFRGS, estudou durante três anos o comportamento dos Gaúchos e do resto da humanidade para comprovar sua tese de que quem nasce no RS é mais feliz. Com base nas pesquisas realizadas em todo o RS e nos principais países do mundo, o Gaúcho revela que, apesar de Gaúcho, teve medo de não alcançar o objetivo principal da pesquisa.

- Essa pesquisa me ocupou durante um bom tempo, fiquei preocupado em não conseguir mas a resposta estava bem na minha frente – disse Sobrinho.

O estudo, que foi apresentada para o RS e para o mundo na manhã desta sexta-feira, atesta que o “vivente é mais feliz apenas por ter nascido no RS”. As belas mulheres, as paisagens, a tradição e a cultura, os clubes de futebol, o chimarrão, o churrasco, são apenas alguns dos motivos apresentados pelo pesquisador para comprovar sua tese.

- Foi como eu tinha dito, o Gaúcho é mais feliz por ter nascido aqui na República Rio Grandense. A resposta era mais simples do que eu esperava. Não tem um embasamento científico – comenta o cientista.

Um fato curioso e polêmico da pesquisa é que o cientista afirma que mesmo os catarinenses e demais brazileiros conseguem ter momentos de felicidade.

- Sim este é um ponto polêmico. As pessoas me perguntam: mas como eles podem se são do Brazil? A verdade é que eles conseguem, não tanto quanto a gente, mas até conseguem, apenas pelo fato de estarem próximos do RS. O mesmo acontece com uruguaios e argentinos – encerrou o cientista Gaúcho.