Brazil x Japão: NOTAS

Júlio César: É o Dida da seleção. Nota 3.

 

Daniel Alves: Lateral que não marca, dizem que apoia… hoje cruzou pior que cachorro castrado. Nota 1.

 

Thiago Silva: Marcou muito bem o David Luiz. Nota 8.

 

David Luiz: Conseguiu guardar duas poke-bolas no cabelo. Nota 2.

 

Marcelo: Precisa urgentemente cortar o cabelo. Nota 1.

 

Luiz Gustavo: É volante e isso basta. Nota 8.

 

Paulinho: É volante e fez gol. Nota 10.

 

Hulk: É pior que qualquer super herói japoês da década de 90. Nota 1.

 

Oscar: Hoje foi mais sumido que tico no frio. Fez o impossível, deu passe pra um gol do Jô. Surrealismo puro.  Nota 5.

 

Neymar: Conseguiu colocar na cabeça que o Japão era um time do interior paulista. Jogou muito bem. Nota 8.

 

Fred: Foi um André Lima com grife. Nota 3.

 

Lucas: Era melhor quando se chamava Marcelinho. Nota 2.

 

Hernanes: Nasceu volante e isso ajuda. Nota 5.

 

: Fez gol É sério, não é piada. Juro. Nota 5.

 

Japão: Essa Honda é Biz. Nota 1.

15 JUN 2013

Diário de um Desempregado – Dia V

Querido e cauteloso diário,

 

Hoje acordei de ótimo humor, não é todo dia que se recebe dois convites para almoçar com grandes amigos.

 

Logo às 8h da manhã fui acordado com uma ligação do amigo Fábio. Fábio estava claramente descontente com o projeto, e não é de se espantar. Depois de começar bem o jogo no sábado, Luxinha Media Trainning cagalhou-se. O verbo é esse: cagalhar. Cautela é uma coisa, cagonice é outra… palavras do presidente Fábio, que ainda desabafou: “pra ele todo jogo é na altitude”. Fui obrigado a rir.

 

Mais tarde, quando me dirigia à mesa para saborear o desjejum, fui surpreendido com mais um tilintar de telefone, dessa vez o vermelho. Giovanni estava afoito, preocupado com a chinelada que o desconhecido Ryder havia lhe aplicado. Mais uma vez não me surpreendo, perder em casa para o Bahia na vida real se equipara a perder pra irmã no FIFA.  Para corroborar a desgraça que foi o jogo de ontem, esse mesmo Bahia levou DOZE do limitado Vitória no campeonato baiano.

 

Assim é a vida, sempre que o sapato aperta correm para mim. Sou um ombro amigo para os momentos difíceis. Os dias que seguem poderão trazer cautelosas novidades para estes pagos. Vamos aguardar.

 

(Em tempo: a repercussão da minha participação comigo mesmo na Voz do RS foi maravilhosa. O povo me ama. O povo gaúcho clama pela volta da cautela. Como é bom, diferente do Ronaldinho, ser amado onde nasci.)

 

03 JUN 2013