Terça, 24 de julho de 2012 | 14h44

Tubarão Gaúcho é capturado em rio e intriga especialistas

Primeiro tubarão de água doce foi pescado no RS por pescador Gaúcho.

TAMANHO DO TEXTO:

tubarao

Tubarão Gaúcho já está no IBAMA.

MARCELINO RAMOS, RS – Só no RS um tubarão pode ser pescado em água doce. Duvida? O pescador Gaúcho, Mário Roberto Gonçalves, 38 anos, conseguiu a proeza e conta com exclusividade como capturou sozinho o tubarão de aproximadamente 12 metros e pesando meia tonelada.

- Ele tinha mais ou menos uns 45 dentes muito afiados. É a primeira vez que acontece isso. Não lembro de outro caso de tubarão em rio – afirma Gonçalves.

O IBAMA já está com os restos mortais do bicho. De acordo com o pesquisador, Adroaldo Barbosa, essa espécie de tubarão é nova e ainda não tem nome científico. Por enquanto está sendo apenas chamado de Tubarão Bagual.

- Demos este nome pelo fato de ele resistir e sobreviver em água doce, quase como os Gaúchos que moram no Brazil. É difícil viver longe do seu habitat natural – revela o pesquisador.

Após uma primeira análise o IBAMA afirma que o “Bagualus Tubareus” (nome científico) é um primo-irmão do Tubarão Barriga-Verde, espécie típica do litoral norte Gaúcho, acostumada a comer perna de surfista na Praia do Rosa.

Infelizmente o pescador Gaúcho teve que entregar o tubarão para o IBAMA. A ideia era fazer um churrasco com a carne do pescado.

- Seria o primeiro tubarão pescado em rio a virar churrasco. Algo inédito – confessa o pescador.