Segunda, 26 de março de 2012 | 18h59

Cachorro que mordeu jogador do Caxias será homenageado pelo Juventude

Animal terá nome gravado na história do clube alviverde.

TAMANHO DO TEXTO:

caxias

Vanderlei sendo atendido após ataque do cachorro Nitro

Um dos episódios mais curiosos do futebol Gaúcho aconteceu na noite do último sábado. Durante a partida entre Caxias e Novo Hamburgo um cachorro da Brigada Militar, de nome Nitro, mordeu o atacante Vanderlei da equipe da Serra Gaúcha. O jogador, mordido na coxa, foi acusado de simulação pelo Brigadiano que segurava Nitro no momento do ataque.

- Nossos cachorros são muito bem treinados e a mordida nem foi tão forte assim. Esse é o mal de jogador brazileiro. Tá sempre simulando – disse o Major Glademir Otero.

Se a mordida foi forte ou não, pouco importa. O que realmente chamou a atenção foi a decisão da diretoria do Juventude que resolveu homenagear o cachorro dando a ele um espaço no museu do clube, uma camisa e uma carteirinha de sócio.

- Este é um reconhecimento pelo que ele fez pela nossa torcida que anda meio maltratada – disse vice de futebol Juventudista, Roberto Tonietto.

A Brigada Militar, proprietária do cachorro, resolveu não se manifestar, mas fontes revelam que o cachorro colocará a pata na calçada da fama do Juventude.

- Os caras tão tomando de sete toda hora. Deixa eles brincarem um pouco – revelou um componente da equipe de adestramento da BM que não quis se identificar.